Implementação da política de acessibilidade comunicativa: o segmento televisivo em canais abertos de veiculação estadual

Cleonice Sabine Goerck, Silvia Virginia Coutinho Areosa

Resumo


Atualmente há no Brasil mais de 45 milhões de pessoas que possuem algum tipo de deficiência – visual, auditiva, motora, mental ou intelectual. Este número indica que pelo menos cerca de 12 milhões de brasileiros não têm acesso pleno à programação da televisão aberta. Ter acesso a todo tipo de comunicação faz com que todas as pessoas com deficiência possam não apenas estar incluídos na sociedade, mas também garante um dos direitos previstos na Constituição Federal, que é o direito à informação. Sendo assim, as emissoras de TV deveriam estar preparadas para atender a esta fatia da audiência. Diante desta realidade, o objetivo dessa pesquisa foi o de conhecer a atual situação no que diz respeito a implementação da política pública de acessibilidade nas emissoras privadas de sinal aberto do estado do Rio Grande do Sul.

Palavras-chave


Acessibilidade Comunicativa. Políticas Públicas. Pessoa com Deficiência

Texto completo:

PDF PDF (ENGLISH)