O trabalhismo de Jango em imagens: os cinejornais da Agência Nacional (1963-1964)

Tatyana Maia, Cássio Albernaz, Cristiane Mitsue

Resumo


O objetivo deste artigo é investigar a construção da imagem oficial de João Goulart e seu governo a partir do cinejornal Atualidades da Agência Nacional, produzido entre 1963-1964. Busca-se compreender, através da produção audiovisual oficial, como Goulart requalificou o trabalhismo, reforçando o seu projeto político de promoção da justiça social. A mobilização de diversos setores sociais (movimento operário, movimento estudantil, ligas camponesas) favoreceu a radicalização do trabalhismo proposto por Goulart. Os cinejornais produzidos nos anos de 1963 e 1964 irão tratar dos principais pilares desse “trabalhismo radical”: a reforma agrária, a política externa independente e a parceria entre os trabalhadores urbanos e o presidente da República.

Palavras-chave


Cinejornais. Trabalhismo. Imagens públicas. Propaganda política. Comunicação oficial.