(In)Seguranças e terrorismos: um estudo comparado entre as mídias online BBC e a Dabiq Magazine a partir dos ataques em Paris

Pablo Victor Fontes Santos, Monica Herz, Jéssika Cardoso de Medeiros

Resumo


A partir de uma perspectiva comparada e de uma reflexão de cunho foucaultiano, este artigo tem como propósito analisar as construções discursivas sobre (in)segurança internacional, produzidas pelas reportagens jornalísticas da British Broadcasting Corporation (BBC) e pela Dabiq Magazine, de modo a desestabiliza-las. Ressalta-se que o fato histórico investigado corresponde aos ataques em Paris de 13 de novembro de 2015, tendo em vista a audiência midiática então produzida. Assim, o artigo busca refletir sobre a seguinte pergunta: como a BBC e a Dabiq Magazine construíram seus discursos sobre a (in)segurança internacional a partir da temática do terrorismo? Em face desse questionamento, temos como reflexão que as construções discursivas das mídias online ocorrem segundo duas questões. De um lado, existe a transmissão de ideias e valores mediante a lógica de “segurança”, “solidariedade” e retorno à “normalidade”; por sua vez, a partir de outro espectro, há a construção da sensação de insegurança, de tragédias e de desespero. Nesse sentido, de modo a empreender este estudo, metodologicamente foram utilizadas referências bibliográficas acerca do tema sobre os estudos críticos de (in)segurança internacional, terrorismos, análises de discurso. Desse modo, foi realizado um estudo pormenorizado que comparou as capas das mídias online, uma vez que ambas são calcadas em seus respectivos regimes de verdade, poder e conhecimento.


Palavras-chave


CSS; Terrorismos; Estado Islâmico; Dabiq; BBC

Texto completo:

PDF PDF (ENGLISH)