Contribuições para uma história da análise da imagem no anúncio publicitário

Sandra Maria Ribeiro de Souza, Christiane Paula Godinho Santarelli

Resumo


Desde seu estabelecimento como ciência, a semiótica tem
se utilizado da publicidade como corpus de análise. O objetivo
deste artigo é resgatar alguns dos modelos de análise do anúncio,
protótipo da publicidade impressa, destacando o papel da
imagem na construção da argumentação persuasiva. Para tanto,
traçamos um percurso diacrônico de modelos propostos por
autores da vertente francesa, destacando as contribuições de
Roland Barthes, Umberto Eco, Jacques Durand, Georges
Péninou, Jean Marie Floch, Martine Joly e, mais recentemente,
Andréa Semprini. Neste percurso de quase 50 anos, exemplos
analisados à época foram resgatados para evidenciar como
os fundamentos da análise da imagem publicitária se desenvolveram
na medida em que a teoria semiótica evoluiu, do pioneirismo
de Barthes ao discurso de valor das marcas, passando
pelas contribuições da retórica publicitária.
Palavras-chave: Publicidade. Imagem. Semiótica. Comunicação
impressa.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/rbcc.v31i1.198