A noção de dispositivo e o enquadramento da imprensa oitocentista

Camila Garcia Kieling

Resumo


Os periódicos brasileiros oitocentistas apresentam muitas diferenças em relação aos jornais informativos modernos. Textos com linguagem virulenta, títulos diminutos, parcos recursos editoriais e mistura entre informação e opinião são algumas características da imprensa produzida no século 19 que desafiam o pesquisador a compreender o enquadramento desse discurso jornalístico. O objetivo deste artigo é analisar elementos como o nome do jornal, os cabeçalhos e os títulos do jornal O Povo (1838-1840) utilizando a categoria dispositivo, conforme proposta por Mouillaud (2002). Para além dos grandes blocos de texto existe uma complexa rede de significados, vestígios de uma prática jornalística diferente dos jornais modernos e informativos.


Palavras-chave


História da imprensa. Dispositivo. Comunicação.



DOI: http://dx.doi.org/10.1590/rbcc.v37i1.1883