‘De primeiro, a gente lembrava...’ - Comunicação e interação de moradores do Assentamento Itapuí com o Movimento Sem Terra

Catarina Teresa Farias Oliveira, Denise Cogo

Resumo


O artigo analisa as interações comunicacionais vivenciadas no contexto do Movimento Sem Terra (MST), buscando compreender como moradores de um assentamento em particular – o Itapuí- RS – mantêm e (re) atualizam sua experiência com o Movimento, por meio de um conjunto de processos comunicacionais dinamizados interna e externamente às vivências do assentamento. As reflexões teóricas fundamentam-se nos estudos culturais e de recepção com ênfase nas noções de cotidiano, experiência, identidade e memória. A metodologia, de caráter etnográfico, constituiu-se de visitas regulares com observações sistemática e pesquisa documental no cotidiano do assentamento e de realização de entrevistas antropológicas com seus moradores. Os resultados apontam que as interações dos assentados com o MST são constituídas na articulação de  processos comunicacionais socioculturais não mediados pelas
mídias (festas, eventos comemorativos do movimento etc.), e processos midiatizados em que assume relevância a presença da mídia de caráter comercial.

Palavras-chave


Comunicação. Interação. Movimento Sem Terra. Identidades. Experiência.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/rbcc.v36i1.1676